Uni-vos!

“Ativismo de sofá não funciona”[paráfrase], Bauman.

Não precisamos inventar a roda. Os trabalhadores devem organizar-se, considerar sempre a luta de classes e ter em mente que o capitalismo é gerido em nosso tempo pelo imperialismo dos Estados Unidos.

Necessitamos, culturalmente, rechaçar toda a colonização ideológica feita pelo império. A esquerda brasileira tem que voltar a ler (ou ler pela primeira vez), no mínimo, Marx, Engels e Lenin, além de aprender com a resistência de outros países. Vamos romper com todo o engano fabricado nas universidades estadunidenses, desconfiar de tudo o que sua indústria cultural produz. É um trabalho gigantesco, mas, não sendo assim, não será em absoluto.

Aqui, só temos três opções: sucumbir ao imperialismo totalmente, voltar à política reformista do PT, que é o único partido de esquerda no Brasil capaz de mover as massas, ou a remota revolução. Dentro desse espectro enorme que chamamos de esquerda, quase não há espaço para a luta de classes, senão para o tal “empowerment“, que parece bem sedutor aos oprimidos, mas que, na prática, não passa de armadilha, por meio de que se tornam ainda mais “americanizados”, mais colonizados.

Uma coisa aprendemos e é certa: ativismo de sofá (diria Bauman) não funciona, assim como não adianta nada a palavra de ordem. Gritamos “não passarão”, mas eles passaram fácil; ordenamos “fora, Temer”, que ficou tranquilamente; pedimos “ele não”; porém foi eleito. Agora dizemos “ditadura nunca mais”. O que somos? Criancinhas de 3 anos de idade? Quem está no poder, entendamos, não considera palavras de quem não está.
A única chance que os trabalhadores têm é por meio de organização, mas a classe trabalhadora está toda dividida, matando-se, fazendo-se inimiga de si mesma, enquanto quem manipula tudo isso se deleita.

Ou nos organizamos de verdade, ou nos escravizam de vez. O resto é conversa fiada.

ede0755338e6a4e41de86c09614db4f9_decorative-underline-clipart-clipartfest-drawing-art-_370-370
el bu

El-Buainin Nunes, professor peladeiro, mas não o contrário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s